• Dr. Marcelo Freitas

A importância do médico certo

Resultados de Sobrevida em pacientes com Câncer de Próstata Metastático Sensível à castração (mCSPC): Estudo de evidência em Mundo Real

Survival Outcomes in Patients with Metastatic Castration-Sensitive Prostate Cancer (mCSPC): A Real-World Evidence Study


FONTE: https://ascopubs.org/doi/abs/10.1200/JCO.2021.39.6_suppl.46

https://www.urotoday.com/video-lectures/asco-gu-2021-prostate-cancer/video/mediaitem/2028-practice-patterns-of-metastatic-castration-sensitive-prostate-cancer-in-the-veterans-healthcare-administration-stephen-freedland-scott-tagawa.html?utm_source=newsletter_8905&utm_medium=email&utm_campaign=which-systemic-therapy-for-which-patient-with-newly-diagnosed-metastatic-prostate-cancer


Drs. Tagawa, Freedland e colegas usaram os dados do Veterans Health Administration para identificar 1400 pacientes com mCSPC que iniciaram terapia de supressão de testosterona (ADT) sozinho ou ADT com anti-andrógeno, docetaxel ou abiraterona de 1º de abril de 2014 a 31 de março de 2018. Eles examinaram o tempo para câncer de próstata metastático resistente à castração (mCRPC) e sobrevida global além de avaliar os padrões de prática médica.

Um dos problemas que temos com alguns dos medicamentos modernos hoje é o custo, e isso inclui os custos diretos de alguns medicamentos orais. Essa é uma das vantagens dos dados do VA, pois, de um modo geral, esses medicamentos são fornecidos. Portanto, o custo não foi um fator que precisava ser considerado na avaliação da prática médica do mundo real.


Resultados:

O estudo mostrou que a maioria dos homens foi tratada apenas com ADT. Portanto, menos de um quarto dos pacientes estavam recebendo um desses novos agentes que conhecemos por meio do estudos clínicos desde 2015.

Não houve diferença nos resultados de sobrevida entre os grupos e o tempo médio para doença metastática foi de cerca de 22 meses, que está de acordo com o que vemos em alguns dos novos testes do grupo ADT sozinho.


Comentários:

Os resultados são decepcionantes. Apenas ¼ dos pacientes recebeu terapia com ADT combinada com docetaxel e abiraterona, deixando de se beneficiar do benefício destas drogas, que considerando os dados de doença M1 do estudo STAMPEDE, estamos falando de uma diferença de quase 3 anos de ganho na sobrevida global.


Dr Scott Tagawa comentou que a maioria dos médicos que tratam homens com câncer de próstata avançado não são dedicados a alguma subespecialidade da oncologia. Então, eles têm, particularmente no mundo da oncologia médica, câncer de mama, câncer de pulmão etc. Então eu acho que é importante que eles percebam que o tratamento não é o mesmo hoje para nenhuma dessas doenças como era há 10 anos. E acho que todo paciente merece a oportunidade de obter o que há de melhor e mais recente, basicamente. E gostaria de salientar que dois dos medicamentos que levam a grandes vantagens de sobrevivência estão disponíveis genericamente.

Portanto, não é apenas uma questão de custo. Eles agora estão em todas as diretrizes atualizadas, incluindo as diretrizes da ASCO. Então, acho que por vários motivos, seja quimio, seja um medicamento oral genérico ou um agente oral comercial, acho que todos merecem o direito de considerar esses medicamentos e recebê-los se for o caso.


Dr Stephen Freedland Os oncologistas ou Urologistas que tratam o câncer de próstata sabem como dar hormônios, mas não estão usando os novos agentes. Os pacientes precisam estar cientes disso, precisam ter certeza de que eles estão recebendo os cuidados do médico certo que pode fazer isso.

E eu já ouvi esse argumento, bem, deixe-me começar com os hormônios e ver como eles vão, se eles vão bem, então tudo está ótimo, e a resposta é, nós não sabemos ... Quer dizer, não é assim os estudos foram feitos. Portanto, não sabemos se uma pessoa que se sai bem com a ADT não se sairá ainda melhor com a ADT mais novos agentes hormonais ou quimioterapia.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo